Gestão de Recursos Humanos

Neste ano, iniciou-se o Programa de Desenvolvimento Gerencial - Escola de Líderes. Com duração total de 12 meses, dividido em seis módulos bimestrais, o programa visa à capacitação dos líderes da Companhia, como consequência da perspectiva de aumento das oportunidades de negócios no setor de transporte de gás natural. Aplicado por uma consultoria especializada e renomada de mercado, o programa tem como objetivos o alinhamento da gestão, o desenvolvimento e o aprimoramento dos líderes da TBG em seus três níveis gerenciais: Gerentes, Coordenadores e Supervisores.

Adicionalmente, ressalta-se que, a partir de setembro de 2014, os empregados da Companhia ingressaram na Assistência Multidisciplinar de Saúde do Sistema Petrobras (AMS), conforme previsto no Acordo Coletivo de Trabalho 2013-2015. Esse benefício trouxe grandes avanços para os empregados da Companhia e seus dependentes, que passaram a contar com diversos programas complementares de saúde, como o Benefício Farmácia e o Programa Assistencial Especial. Além disso, com o ingresso na AMS, restou garantida aos empregados a manutenção do plano de saúde durante a aposentadoria, uma vez cumpridos os requisitos necessários para tal.

Gestão de Recursos Financeiros

Em 2014, a TBG pagou dividendos recordes de R$ 568 milhões (corrigidos pela taxa Selic) aos seus acionistas, nas suas respectivas participações acionárias. Desde o início da distribuição de dividendos pela Companhia, a partir de 2007, foram pagos aproximadamente R$ 2,2 bilhões em valores nominais.

Do valor total captado junto a terceiros para a construção do Gasoduto Bolívia-Brasil, restam US$ 77 milhões, o que representa 8,3% do valor original. A dívida subordinada com os acionistas encontra-se no patamar de US$ 192 milhões. Além destas obrigações financeiras, existe o contrato de transporte TCO (Transportation Capacity Option), que registra saldo remanescente de US$ 199 milhões em dezembro de 2014, e representa uma obrigação da TBG decorrente do recebimento antecipado pelos serviços de transporte.

Na gestão financeira dos recursos, a Companhia distribui suas aplicações, de acordo com as expectativas de mercado e com o cenário macroeconômico vigente, em dois fundos de investimentos: Fundo Extramercado (junto ao Banco do Brasil) e Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (exclusivo para empresas do Sistema Petrobras), tomando como premissas a eficácia na alocação dos recursos disponíveis e a maximização do retorno financeiro.

Quanto à financiabilidade, destaca-se que o EBITDA gerado e o atual nível de alavancagem financeira permitem a captação de novos recursos junto às instituições financeiras, associada à implantação de novas oportunidades de negócio.

Algumas das iniciativas citadas acima estão relacionadas com os conceitos do Pilar de Disciplina de Capital.

Gestão de Custos

A Gestão de Custos está associada diretamente ao Pilar de Gerenciamento de Custos, cujo objetivo principal é o aumento da competitividade, que consequentemente incrementará os resultados e a eficiência na alocação de recursos financeiros e humanos da TBG.

Para tanto, a Companhia implementou ao longo do ano ações de redução de custos, por intermédio do Programa Estruturante de Otimização e Gerenciamento de Custos (PROGEC), que engloba os Subprogramas PROCOP (Programa de Otimização de Custos Operacionais) e PROCAD (Programa de Otimização de Custos Gerais e Administrativos).

Cabe destacar que o resultado obtido pelo PROCOP na TBG, estabelecido em 2012, reduziu os custos operacionais em R$ 8 milhões no ano de 2014, 160% maior do que a redução de custos apresentada no ano anterior.

A redução de custos associadas ao PROCOP resulta da otimização de contratos, de planos de manutenção, do transporte operacional, dos sistemas de comunicação, da mobilização de helicópteros, da desmobilização de imóveis e otimização de contratos de apoio administrativo, da realização dos serviços de almoxarifado e logística por equipe própria, da redução dos custos de materiais e, ainda, da otimização de viagens.

No final do ano, inspirado pelo PROCOP, foi lançado o PROCAD. Nesta versão do programa, a TBG passou a promover um acompanhamento detalhado das iniciativas de redução de custos associados às despesas gerais e administrativas, com o objetivo de otimizar o uso destes recursos.

Gestão de Recursos de Tecnologia da Informação e Telecomunicações

A TBG investiu no aperfeiçoamento de seus recursos de infraestrutura de Tecnologia da Informação e Telecomunicações (TIC) e sistemas corporativos que apoiam os processos da Companhia. As principais realizações no ano que contribuíram para geração de valor para a Companhia, conforme definido no Modelo de Negócio, foram:

a) Redução dos Sistemas Legados e convergência e padronização para o sistema SAP;
b) Upgrade de versão do Portal SAP;
c) Adequações no ambiente SAP para a implantação do convênio AMS;
d) Implantação do Sistema de Gerenciamento de Contratos (SGC) – Fase 2;
e) Atualização da nota fiscal eletrônica (NF-e);
f) Conclusão da implantação do Projeto de Comunicações Unificadas, que disponibiliza recursos de voz e vídeo através de telefones, computadores, videoconferência e webconferência. Alguns benefícios alcançados: rotas otimizadas para tarifas mais econômicas, redução da necessidade de viagens, aumento da qualidade das interações e produtividade, e ainda, simplificação da administração de TIC por meio de um sistema de comunicação centralizado para toda TBG.